Fraturas Dentais

Fraturas Dentais

No caso das fraturas dentais, sempre convém que o paciente trouxesse os fragmentos imersos em soro fisiológico para mantê-lo hidratado (pode-se usar também: água, leite ou a própria saliva) para que em seguida seja feita a colagem. Mas como isso nem sempre é possível, faz-se então a reconstrução do dente com resinas foto polimerizáveis de última geração.A fratura dentaria representa uma importante parcela dos denominados atendimentos de urgência na clínica odontológica.O traumatismo em dentes anteriores permanentes representa também um problema para o paciente, seus acompanhantes e o cirurgião-dentista, que deve estar apto a solucioná-lo consciente de que a situação se reveste também de um trauma emocional. A fratura dentária é um acidente que ocorre com certa frequência tanto nos dentes anteriores como nos posteriores e os pacientes normalmente procuram um serviço de pronto-atendimento. O traumatismo buco dental é um sério problema de saúde que pode acarretar dor, perda de estética e de função, além de problemas psicológicos, tanto para adultos como para crianças. As fraturas coronárias são variadas e motivadas principalmente por traumatismos durante a prática de esportes, acidentes automobilísticos ou violência, mas também podem estar associadas ao enfraquecimento da estrutura dentaria em decorrência de carie, múltiplas restaurações ou tratamento endodôntico. A localização, a complexidade da fratura e o tempo decorrido entre o traumatismo e o primeiro atendimento odontológico são fatores que determinam a possibilidade de um prognostico favorável, entretanto, quando o trauma não está associado à dor, ao sangramento, ao deslocamento ou à perda dentaria, há certa demora por procura de atendimento especializado, podendo aumentar o risco de complicações posteriores como necrose pulpar, obliteração do canal radicular, reabsorção radicular, perda óssea e até perda total do elemento dentário. A conduta clinica e o tipo de tratamento vai depender da severidade da fratura e do dente acometido, além de fatores relacionados com exposição pulpar, tempo comprometimento radicular e, principalmente, com presença da dor. As condições gerais de saúde do paciente no momento do atendimento também são determinantes para a seleção do procedimento terapêutico como para o prognostico. . Considerando os demais dentes, os incisivos centrais superiores são aqueles que dominam a aparência física do paciente e, portanto, os responsáveis pela primeira impressão causada pelo indivíduo.

Avulsão

Avulsão

Acontece quando um dente sai inteiro do alvéolo (osso), geralmente se a criança sofre de queda e bate a boca em algum lugar. Deve-se lavar o dente com água filtrada, leite ou soro fisiológico sem esfregá-lo e colocá-lo em um recipiente ou tentar recolocá-lo no seu lugar, procurando, imediatamente o dentista. É muito comum no consultório casos de acidentes envolvendo a perda dos dentes (avulsões), principalmente na prática de esportes. São casos que podem ser prevenidos, mas se ocorrer siga as orientações abaixo. Quanto mais rapidamente o dente for recolocado em sua posição, maior será a chance de sucesso. Até trinta minutos após o acidente as chances são maiores. Alguns cuidados devem ser seguidos:

  • Manter a calma e acalmar o acidentado.
  • Encontrar o dente ou fragmento e pega-lo, de preferência, pela parte correspondente a coroa (que é a parte visível do dente quando a pessoa sorri) evitando segurar pela parte da raiz.
  • Lavar levemente o dente, para se retirar as sujeiras visíveis e verificar se o dente caiu ou quebrou.
  • Em caso de avulsão (quando o dente sai do lugar correto e vem parar fora da boca) deve-se recolocar o dente no lugar. Se não for possível, colocá-lo em um copo com soro fisiológico, ou um copo com leite ou até na própria boca do paciente, em baixo da língua (menos crianças pequenas) e leva-lo imediatamente ao dentista.

Dor de Dente

Dor de Dente

A dor de dente pode ser causada por uma cárie dentária ou dente quebrado, por isso, é muito importante consultar um dentista perante uma dor de dente para ele identificar a causa, medicar e iniciar o tratamento que pode incluir apenas a limpeza do dente ou, em outros casos, tratamento de canal. Não aconselhamos a auto medicação sem orientação prévia do profissional.

Sangramento Gengival (Gengivite)

Sangramento Gengival (Gengivite)

Gengivite é uma inflamação da gengiva que se caracteriza por sangramento gengival que pode ser observado durante a escovação, quando passamos fio dental ou palito. A gengiva também pode ficar com inchaço ou descolada do dente. A cor pode modificar de rosa para um tom mais avermelhado. Não apresenta dor. Muitas vezes o mau hálito ou gosto ruim na boca podem ser observados. Não se esqueça: gengiva saudável não sangra!!! O que causa a gengivite? A gengivite é provocada pela presença de um biofilme de bactérias que coloniza a junção entre o dente e a gengiva. Esse biofilme tradicionalmente é chamado de placa bacteriana. O biofilme bacteriano é uma película, branco-amarelada e pegajosa que se forma independente da alimentação. A partir de dentes limpos em poucas horas já existe uma colonização de bactérias e em 24 horas há uma quantidade de biofilme capaz de provocar uma reação inflamatória pela liberação de substâncias que agem como irritantes para a gengiva. Portanto, não esqueçamos que a placa bacteriana não está relacionada com a alimentação!!! Mesmo se não comemos nada, a placa bacteriana se forma sobre os dentes. Como prevenir gengivite? A melhor forma de prevenir gengivite é manter uma rigorosa remoção diária do biofilme (placa bacteriana). Essa remoção envolve o uso de escova dental, fio dental ou escova para limpeza entre os dentes e um dentifrício com flúor (pasta de dente). Caso tenha dúvida de qual a melhor forma para limpar os dentes procure o seu dentista. Ele é o responsável por ensinar como realizar da melhor forma a remoção da placa. Lembre, também: crianças não conseguem fazer remoção de placa sozinha. Até que adquiram habilidade, os pais ou responsáveis devem fazer a higiene bucal da criança. Isso não acontece antes dos 6-8 anos de idade. Como tratar gengivite? O tratamento da gengivite envolve a remoção de tártaro ou cálculo da superfície do dente, além de um polimento de forma a deixar a superfície o mais lisa possível para facilitar a remoção diária do biofilme bacteriano. Uma vez que o dente esteja liso e livre do biofilme, a manutenção desse padrão de limpeza por um período de 10 a 20 dias vai permitir que a gengiva cicatrizasse. A cicatrização é observada quando não houver mais sangramento da margem gengival. O monitoramento da saúde da gengiva pode ser feito por você, observando se há ou não sangramento.

Luxação de ATM ou 'Deslocamento da Mandíbula'

Luxação de ATM ou ‘Deslocamento da Mandíbula’

Responsável pelo movimento de abrir e fechar a boca, a articulação temporomandibular (ATM), que liga a mandíbula ao crânio, é considerada uma das mais complexas articulações do corpo humano. A ATM participa diretamente em todos os processos de fala, mastigação e deglutição. Por isso, qualquer tipo de disfunção na articulação pode provocar dor e prejudicar a qualidade de vida do paciente. Além dos distúrbios provocados pelo funcionamento anormal, a articulação temporomandibular pode apresentar problemas mais graves, como a luxação de ATM. Conhecida popularmente como “deslocamento de mandíbula”, a luxação da articulação da mandíbula é caracterizada pela perda de contato entre duas superfícies articulares, impossibilitando o fechamento da boca. A luxação é causada pelo estiramento dos ligamentos que unem a articulação e pode ocorrer repetidamente em situações do cotidiano, como durante um bocejo, gargalhada, procedimentos clínicos ou anestesia geral. Normalmente, o paciente possui características físicas que predispõem o deslocamento da mandíbula, como fossa mandibular rasa ou lassidão ligamentar — ligamentos maiores do que o tamanho normal. Na luxação, a mandíbula “desliza” para a frente, saindo completamente de sua posição correta, causando dor e impedindo a movimentação. Em casos de luxações frequentes, pode ser necessária uma cirurgia para reposicionamento ou encurtamento dos ligamentos e para ajuste da articulação. A articulação temporomandibular também é frequentemente atingida por traumatismos na face, como os causados por acidentes automobilísticos. Em todos os casos, cabe à dentista a identificação do problema, por meio de estudo radiográfico ou ressonância magnética. Assim, a profissional terá condições de descobrir a origem do problema e indicar qual o tipo de tratamento adequado.

Higiene Bucal

Higiene Bucal

Mantenha os dentes limpos e sem cáries seguindo uma rotina regular de escovação três vezes por dia com escova macia e uso diário do fio dental. Fora isso, vá ao dentista pelo menos uma vez por ano para fazer uma limpeza profissional e uma avaliação geral e assim detectar os problemas antes de eles se agravarem. Pode ser que o dentista recomende algum tipo especial de escova, fio dental ou antisséptico bucal para melhorar os resultados de sua rotina de higiene bucal diária. Uma higiene bucal adequada vai evitar a formação de placa bacteriana, que, conforme explicado acima, é o principal fator que leva à formação de cáries e da doença periodontal. Os pais devem orientar as crianças sobre os métodos adequados de higiene oral que devem ser praticados diariamente. Você deve consultar o seu dentista e procurar conselho sobre as práticas corretas de higiene bucal e dentária a serem seguidas. Procure comer alimentos balanceados. Seguir uma dieta equilibrada desempenha um papel importante na saúde bucal. Uma dieta equilibrada inclui todos os principais grupos de alimentos: frutas e verduras, produtos lácteos, carne, peixe, etc. Visite regularmente o seu dentista. Você deve ir ao dentista pelo menos de 6 em 6 meses para manter uma boa saúde oral.

Cuidados Pós-Operatórios (Extrações)

Cuidados Pós-Operatórios (Extrações)

  • Não bochechar. Após escovação enxaguar a boca suavemente para não deslocar o coágulo sanguíneo.
  • Repouso absoluto por 2 dias.
  • Evitar atividade física por 1 semana ou enquanto estiver com pontos.
  • Alimentação liquida ou pastosa e fria. Evitar alimentos quentes e duros. Abusar dos gelados como gelatinas sorvetes, etc
  • Em caso de sangramento, colocar gaze no local e comprimir mordendo por 20min. Não deitar, pois pode piorar o sangramento. Use travesseiro mais alto quando dormir.
  • Compressa de gelo nos 2 primeiros dias. Após 2 dias o gelo deve ser suspenso pois prejudica o processo de desinchar.
  • Falar pouco.
  • Evitar sol.
  • Em caso de dúvidas entre em contato com o profissional.

Cuidados Pós-Implantes

Cuidados Pós-Implantes

  • Repouso absoluto por 3 dias.
  • Evitar atividade física por uma semana.
  • Alimentação liquida ou pastosa e fria. Evitar alimentos quentes e duros. Abusar dos gelados como gelatinas sorvetes, etc.
  • Em caso de sangramento, colocar gaze no local e comprimir mordendo por 20min. Não deitar, pois pode piorar o sangramento. Use travesseiro mais alto quando dormir.
  • Compressa de gelo nos 2 primeiros dias. Após 2 dias o gelo deve ser suspenso pois prejudica o processo de desinchar.
  • Falar pouco.
  • Evitar sol.
  • Em caso de dúvidas entre em contato com o profissional.

Cronologia de Erupção dos Dentes

tabela_odonto